News

Variante do COVID pode ter chegado em Massachusetts

today26 de outubro de 2022 22

Fundo
share close

Médicos de Boston estão alertando que a chamada variante “pesadelo” da COVID-19, oficialmente conhecida como XBB, provavelmente já está presente em Massachusetts. A nova variante é uma ramificação da cepa Omicron COVID-19 que causou uma onda de infecções de novembro do ano passado a fevereiro e representou o maior número de infecções do vírus depois que as vacinas se tornaram amplamente disponíveis.

Especialistas da saúde detectaram pela primeira vez o XBB nos EUA em 15 de setembro, depois que uma criança testou positivo em Nova York. Apenas 15 casos da variante XBB foram relatados em todo o país na época. Médicos do Tufts Medical Center Hospital e do Boston Medical Center disseram à imprensa que a nova cepa XBB, que se espalha rapidamente no Sudeste Asiático, é extremamente imunológica evasiva e evidências sugerem que pode ser imune às vacinas atuais.

“Há uma chance razoável de que o XBB já esteja em Massachusetts desde que foi relatado em Nova York,” disse o Dr. David Hamer, da Boston Medical. “Como estamos sequenciando menos amostras do que antes, pode levar mais tempo para identificar.”

Os médicos disseram que apesar da onda de casos de COVID se espalhe rapidamente em Cingapura, não é garantia que o padrão se repita nos EUA.

“A onda variante XBB em Cingapura em breve será a segunda pior para a pandemia”, Dr. Eric Topol, fundador do Scripps Research Translational Institute, twittou. “A taxa de reinfecção antes da onda era de 5% e agora até 17%, o que nos diz sobre as propriedades de fuga imune desta variante (semelhante ao BQ.1.1, nível muito alto de evasão imunológica)”

A última atualização dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças mostrou que ainda não há sinal oficial da variante XBB na Nova Inglaterra, já que outras variantes de Omicron continuam a ser mais presentes.

Em uma coletiva de imprensa da Organização Mundial da Saúde na semana passada, as autoridades de saúde afirmaram que, embora a nova variante XBB pareça se espalhar de forma mais eficaz do que outras variantes de Omicron, ainda não se sabe se causa doenças mais graves do que outras cepas.

Os dois médicos de Boston alertaram que a nova variante XBB parece evitar o tratamento de anticorpos monoclonais e que poderia tornar novas vacinas bivalentes ineficazes. Por ter mais mutações, ela pode evitar uma resposta imunológica. Mas, sem grandes alarmes, especialistas estão acompanhando a resposta em outros países para se proteger. “Precisamos estar preparados para isso”, disse a Dra. Maria Van Kerkhove, especialista em doenças infecciosas que atua como líder técnica para a resposta à COVID-19 na Organização Mundial da Saúde.

“Sabemos que esse recombinante tem uma vantagem significativa de crescimento. Todas as subvariantes do omicron estão mostrando maior transmissibilidade e propriedades de fuga imune”, disse ela. “Com este XBB recombinante, temos um estudo baseado em um pseudovírus, portanto, não um vírus vivo, que está analisando a fuga de anticorpos e está mostrando uma evasão imunológica significativa. E isso é motivo de preocupação para nós, porque precisamos garantir que as vacinas que estão em uso em todo o mundo permaneçam eficazes na prevenção de doenças graves e mortes.”

De acordo com o rastreador de vacinas contra o coronavírus dos EUA da USAFacts.org, pelo menos 79% da população recebeu pelo menos uma dose da vacina contra a COVID-19, com 68% recebendo duas e apenas 33% recebendo uma dose de reforço.

Written by: spotbraziladmin

Rate it

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


0%