Imigração

Restaurantes de brasileiros em Woburn são investigados por tráfico de pessoas

today5 de outubro de 2022 11

Fundo
share close

Dois restaurantes foram invadidos pela aplicação da lei federal e local em Woburn, Massachusetts, na manhã de terça-feira (4), com alegações de tráfico de pessoas e servidão contratual supostamente conduzida por vários membros de uma família.

Os dois brasileiros, donos do restaurante Taste of Brazil — A Dog House e Tudo Na Brasa, ambos no mesmo quarteirão na Main Street e de propriedade da família, foram detidos pelas autoridades federais. O restaurante foi tomado pelos agentes em busca de provas.

Em um comunicado, os homens foram identificados como Jesse James Moraes, 64; seu filho, Hugo Giovanni Moraes, 42; e Marcos Chacon, 29, todos de Woburn. Os advogados dos réus de Moraes se recusaram a comentar, e um advogado de Chacon não pôde ser contatado imediatamente para falar sobre o caso.

Jesse Moraes e seu filho Hugo Moraes, residentes de Woburn e co-proprietários dos restaurantes, estavam contrabandeando pessoas para o país, de acordo com uma queixa criminal apresentada no Tribunal Federal. Eles trabalharam com Chelbe Willams Moraes, irmão de Jesse, e Marcos Chacon no esquema.

A queixa observou que os investigadores do Departamento de Segurança Interna estavam investigando sete pessoas. As alegações que levaram ao ataque incluíram tráfico visando trabalho forçado e, possivelmente, ao tráfico sexual.

Jesse Moraes, Hugo Moraes e Marcos Chacon foram mantidos em detenção federal depois de comparecerem ao tribunal em Boston na tarde desta última terça-feira (4), de acordo com os promotores.

Autoridades federais relataram que Jesse Moraes e Hugo Moraes traficavam pessoas através do México e cobravam uma taxa entre 18 e 22 mil dólares por pessoa, para a travessia ilegal. Com isso, as vítimas ficavam atreladas ao trabalho forçado no restaurante para pagar a dívida. Segundo as investigações, os trabalhadores ficavam de 7h às 21h e recebiam apenas US$3 por hora. O que é muito abaixo do salário mínimo definido por lei em Massachusetts de US$ 14,25 por hora.

Os migrantes também estavam alojados em uma das propriedades da família Moraes em Woburn, disseram as autoridades. Marcos Chacon supostamente vendeu identificação falsa aos migrantes para ajudá-los a obter trabalho.

Oficiais do Departamento de Segurança Interna passaram horas em ambos os restaurantes, coletando caixas de evidências, computadores e torres de computadores dos restaurantes.

Um representante do Departamento de Segurança Interna não confirmou o aspecto do tráfico de pessoas da investigação que as fontes indicaram. Eles disseram que a investigação está em andamento e não forneceram detalhes adicionais.

“Nas primeiras horas desta manhã, as Investigações de Segurança Interna e o Escritório do Inspetor Geral do Departamento do Trabalho, com a assistência da Polícia de Woburn, executaram mandados federais de busca e prisão em várias residências e negócios em Woburn”, disse o representante, do escritório de campo da agência na Nova Inglaterra, em um comunicado.

Written by: spotbraziladmin

Rate it

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


0%