News

Ian chegou à Carolina do Norte depois de trazer inundações e danos à Carolina do Sul

today1 de outubro de 2022 14

Fundo
share close

Ian bateu na costa da Carolina do Sul como um furacão nesta sexta-feira (30), derrubando um cais e inundando as ruas depois que a tempestade causou danos catastróficos na Flórida. Quando Ian saiu da Carolina do Sul a caminho da Carolina do Norte, na sexta-feira à noite, ele caiu de um furacão para um ciclone pós-tropical.

O centro de furacões disse que Ian fez landfall perto de Georgetown, Carolina do Sul, na sexta-feira à tarde, com ventos muito mais fracos do que quando atravessou a Costa do Golfo da Flórida no início da semana. A tempestade deixou muitas áreas da península do centro de Charleston debaixo d’água. Também inundou partes de quatro cais ao longo da costa, incluindo dois em Myrtle Beach. Câmeras de segurança mostraram bairros com inundações de água do mar em Garden City.

“Esta tempestade não é tão ruim quanto poderia ter sido, mas não abaixe a guarda ainda”, disse o governador McMaster.


A chuva do furacão Ian inunda uma rua em Charleston, Carolina do Sul. Foto: CBS News

 

As fortes chuvas e os ventos de Ian cruzaram para a Carolina do Norte já na sexta à noite. O Governador Roy Cooper alertou os moradores para estarem vigilantes, já que até 8 polegadas de chuva podem cair em algumas áreas.

“O furacão Ian está à nossa porta. Espere chuva torrencial e ventos fortes sustentados na maior parte do nosso estado”, disse Cooper. “Nossa mensagem de hoje é simples: seja inteligente e esteja seguro.”

Na Flórida, o resultado da devastação estava começando a ficar evidente à medida que as missões de resgate continuavam e as quedas de energia e água persistiam. Novas imagens mostraram extensos destroços e inundações desastrosas.

Além disso, no Condado de Volusia, o departamento do xerife confirmou duas mortes relacionadas à tempestade. À medida que as equipes continuam a realizar buscas, o número de mortos pode aumentar.

Written by: spotbraziladmin

Rate it

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


0%