Breaking News

Comissários brasileiros presos por tráfico

today22 de novembro de 2022 12

Fundo
share close

Dois comissários de bordo da Delta Airlines foram presos no Aeroporto de Miami por tráfico de drogas. Marcelo Chaves e Ronald Maldonado são residentes de Nova York e estão enfrentando acusações de drogas no tribunal do sul da Flórida.

Em um comunicado da Alfândega e Proteção de Fronteiras dada a um canal de notícias local, o agente relatou: “Os oficiais da CBP no aeroporto de Miami prenderam dois cidadãos dos EUA, logo após chegarem em um voo do Brasil pela American Airlines, por posse e transporte de narcóticos. O escritório do Procurador do Estado aceitou a acusação e ambos os sujeitos foram entregues ao Dade PD no Aeroporto MIA. “Este incidente permanece sob investigação”, disse Robert Brisley da agência de Proteção de Fronteiras dos EUA.

Identificados como Marcelo Chaves (44) e seu namorado Ronald Maldonado (35), ambos possuem cidadania americana e enfrentam as acusações depois de serem submetidos a uma verificação aleatória pelo CBP. Eles trabalham para a Delta Air Lines, mas estavam de férias. Durante a verificação, descobriu-se que os comissários de bordo estavam carregando mais do que apenas roupas de viagem. Dentro das bagagens encontraram várias substâncias. Incluindo cetamina, metanfetamina e GBL, um substituto do GHB.

As substâncias foram encontradas em duas garrafas de vidro. Havia drogas mais do que suficientes encontradas em sua posse para os comissários de bordo enfrentarem acusações criminais de tráfico de drogas. Ambos os comissários afirmam que estavam usando drogas no Brasil, no entanto, afirmam que não sabem como as drogas acabaram em suas malas.

Em um comunicado, a Delta Air Lines disse: “A Delta coopera continuamente com entidades de aplicação da lei e os dois comissários de voo fora de serviço em questão foram suspensos enquanto aguarda o resultado de uma investigação”.

Written by: spotbraziladmin

Rate it

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


0%